sexta-feira, 19 de dezembro de 2014




ravidade



Do solo sustenho a superfície que sustém meus insustentados passos
O gravítico constrangimento que me amarra à terra
A insustentável deserção de uma órbita incircular


sexta-feira, 21 de novembro de 2014





spera



Um clamor lírico suspenso na inércia

quarta-feira, 8 de outubro de 2014





endição



Cedo cedi ao mundo as madrugadas 
E à noite me entreguei em sombra 

quarta-feira, 3 de setembro de 2014





ontraluz




Iluminando   da sombra adversa   adensa adversidade 
Reergueremos da profundeza dos séculos a sua submersa profundidade

quarta-feira, 30 de julho de 2014




ransgressão



A imortalidade escreve-se num verso
No pulsar das palavras que transgridem o limite de uma existência perene

segunda-feira, 9 de junho de 2014




etáfora



No interior de um poema metafórico
O verso é uma espiral de abismos

domingo, 18 de maio de 2014




floração




Uma mão que percorre um incêndio de pétalas



quinta-feira, 1 de maio de 2014






enumbra



O tempo move-se entre espaços
Entre-espaços movem-se tempos 
Na penumbra são coincidentes os movimentos

sábado, 12 de abril de 2014




imensão




É incalculável a extensão de um precipício 
que se mede numa escala de fissuras
Na dimensão dizível de uma ruína   
brecha a brecha    
na pedra rasgada


quarta-feira, 2 de abril de 2014






abedoria



O conhecimento é iminente transigência
Inconstante discordância em constante descontentamento


domingo, 30 de março de 2014





orizonte



Na intermitente intermitência da distância
O horizonte afasta-se ___________ distante


sábado, 29 de março de 2014





scuridão



As sombras invadem um mundo como hordas semblantes
Povoam abandonados espaços
Apossam-se na escuridão da escuridão da luz errante


quarta-feira, 26 de março de 2014






entura


Na memória todo o tempo é lento
Lentamente adiantam-se as horas
Reminiscências difusas
Demoras


terça-feira, 25 de março de 2014







xistência



Existimos na inevitabilidade de um poema
No contraponto oposto de um canto
No contratempo de um andamento suprimido 
Na constante inconstância de um caminhar


domingo, 23 de março de 2014




bismo




Os abismos são erguidos monumentos
monumentais constrangimentos
constrangidos espaços 
que espaçam o tempo circunstancial






erma



Perto do precipício
a berma insinua-se como margem
subtilmente tentando tentado passo


quinta-feira, 20 de março de 2014





lausura




O verso constrói clausuras
Lugares retidos num tempo
Claustros de errático temor
Alongando infundadas esperas







erenidade



A eternidade é incertamente certa
uma forma de promessa
uma alterância inversa
em controversa alteração